Resenha: Para onde ela foi, Gayle Forman

18:00:00 2 Comments A+ a-

Título: Para onde ela foi
Autores: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito
Páginas: 240
ISBN: 9788581635675
Lançamento: 2013
Gênero: Literatura Estrangeira, Romance
Onde comprar: Saraiva - Submarino Amazon
Links: Skoob - Leia um trecho
Avaliação: 
Sinopse: Se você tivesse uma segunda chance para o primeiro amor... Você aceitaria? Já faz três anos que o amor de Adam salvou Mia após o acidente que mudou a vida dela. Três anos desde que Mia saiu da vida de Adam para sempre. Vivendo agora em lados opostos do país, Mia é um talento em ascensão na Juilliard, a conceituada escola de música, e Adam é o típico astro do rock de Los Angeles, com direito a notícias nos tabloides e uma namorada-celebridade. Quando Adam se vê sozinho em Nova York, o acaso reúne o casal mais uma vez. Por uma noite. Com a mesma força dramática de Se Eu Ficar, agora pela voz de Adam, Para Onde Ela Foi expõe o desalento da perda, a promessa de esperança e a chama do amor que renasce.
ATENÇÃO: Essa resenha contém spoilers do livro “Se eu ficar”.

Para quem leu ‘Se eu ficar’ e viu o filme também, a história acaba com Mia abrindo os olhos depois de sua experiência de quase morte e ficamos com aquela sensação de que precisamos de uma continuação. E assim, Gayle Forman vem com o ‘Para onde ela foi’ narrado em primeira pessoa por Adam, que para mim não aparentava ser um personagem muito intenso, mas esse livro mudou completamente minha opinião sobre ele.

O livro começa com a história 3 anos depois do terrível acidente que mudou completamente a vida de Mia. Ela e o Adam não estão mais juntos, e num primeiro momento não somos apresentados ao porque dessa separação. Mia se formou em Julliard, é uma talentosa e conceituada violoncelista e está para sair numa turnê. Adam se tornou um astro do rock muito famoso com sua banda Shooting Star, e teve o auge da sua fama com o álbum Collateral Damage, onde ele escreveu todas as músicas.
''Muitas das minhas fantasias envolvem as formas com as quais Mia me pede perdão. Desculpas por retribuir meu amor com a crueldade do seu silêncio. Por agir como se dois anos da vida - aqueles dois anos da nossa vida - não significassem nada.''

Mia seguiu sua vida, está mais madura e mesmo levando toda a dor de uma perda irreparável, ela se reergueu. Não podemos falar o mesmo de Adam, ele ainda carrega a dor da perda de pessoas que ele considerava sua família e a dúvida do porque a Mia tê-lo deixado para trás. Ele se tornou uma pessoa solitária, vazia e que não vê alegria na vida, ficou viciado em remédios para ansiedade e vive como um espectro do que um dia ele foi.

Com o destino a favor dos dois, Adam acaba encontrando Mia em um concerto em Nova Iorque e todas as lembranças e sentimentos do passado voltam à tona. E nesse encontro de 24 horas é que eles terão a chance de conseguir as respostas que não foram ditas e como será o futuro deles daquele momento em diante.
“Meu primeiro impulso não é agarrá-la nem beijá-la. Eu só quero tocar sua bochecha, ainda corada pela apresentação desta noite. Eu quero atravessar o espaço que nos separa, medido em passos – não em milhas, não em continentes, não em anos –, e acariciar seu rosto com um dedo calejado. Mas eu não posso tocá-la. Esse é um privilégio que me foi tirado.”
Ao longo das narrativas de Adam, somos levados por flashbacks sobre como foi a recuperação de Mia e como a relação dos dois acabou. Em um primeiro momento fiquei com um pouco de raiva da Mia por ter deixado sua antiga vida sem nenhuma explicação, mas depois que ela conta para Adam, no fim do concerto, sobre tudo o que ela passou, tudo o que a antiga vida a lembrava e os motivos que a fizeram se afastar, começamos a entender e Gayle Forman quebra nosso coração mais uma vez.

A trama é bem comovente, real e nos faz refletir bastante sobre como a vida é frágil e pode ser facilmente arrancada de nós. Mas também nos apresenta o perdão, a superação e o amor, e que no meio de tanto sofrimento ainda é possível encontrar a felicidade.

Gostei muito de como os personagens foram apresentados, de como os sofrimentos foram expostos e de como ele fizeram a escolha de lidar com cada situação. Recomendo bastante a leitura, o final é muito bom e encerra aquele ciclo de sofrimento e tragédia na vida dos dois, afinal eles estão começando a viver!

Li o livro no Kindle, mas gostei bastante da diagramação. Alguns capítulos são iniciados com as músicas da banda do Adam e temos desenhos de partituras e notas musicais no começo e no final de cada capítulo. Adoro ouvir músicas enquanto estou lendo, e seria muito interessante se tivessem sido lançadas a trilha sonora.
''Acabei percebendo que há uma grande diferença entre saber o que aconteceu e saber por que aconteceu, e acreditar nisso.''
Confira abaixo alguns trechos das músicas da Shooting Star.

First you inspect me
Then you dissect me
Then you reject me
I wait for the day
That you’ll resurrect me

“Animate” Collateral Damage, Track 1

There’s a piece of lead where my heart should beat
Doctor said too dangerous to take out
You’d better just leave it be
Body grew back around it, a miracle, praise be
Now, if only I could get through airport security

“Bullet” Collateral Damage, Track 12

I’ll be your mess, you be mine
That was the deal that we had signed
I bought a hazmat suit to clean up your waste
Gas masks, gloves, to keep us safe
But now I’m alone in an empty room
Staring down immaculate doom

“Messy” Collateral Damage, Track 2

Conheça aqui outros livros da autora.

Vocês já leram algum dos dois livros? O que acharam da história de Mia e Adam?



26 anos, arquiteta, ama fotografar e sou bookaholic assumida. Um dos meus hobbies preferidos, além de tudo o que eu já faço, é sentar em um lugar tranquilo e ler um livro.

2 comentários

Write comentários
Mylla Stefany
AUTHOR
28 de março de 2016 11:40 delete

Oie, tudo bem?
Eu não gostei desse livro, eu senti que ele estragou o primeiro. O "Se eu ficar" termina com pontas soltas e com gostinho de quero mais, acho que seria melhor eles terminarem no primeiro livro mesmo do que fazer uma continuação que machucaria nossos corações *snif*

Beijokas da Mylloka
http://myllokasecret.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Raissa Novaes
AUTHOR
28 de março de 2016 13:54 delete

Olá Mylla, tudo bem e você?
Realmente poderia ser tudo em um únicos livro né? Mas até que gostei, embora esses autores quebrem nossos corações 💔
Obrigada pela visita!!

Reply
avatar