TAG: Cardápio Literário

18:00:00 6 Comments A+ a-


Olá leitores, tudo bem?

Vamos responder mais uma TAG. Fui a escolhida entre as colaboradoras do blog pra falar de comida, digo livros. Essa TAG a gente viu lá no Livros e Chocolate. Quem ainda não conhece o blog deveria passar lá pra ver!

A TAG consiste em relacionar quatro livros de acordo com uma pequena descrição pra cada categoria do cardápio em questão: Bebidas, Comidas, Doces e um Extra (fruta).

Vamos começar?




CHÁ
(Aquele livro que é leve e calmo ou que te deu sono)

As Crônicas de Nárnia [C.S. Lewis]

Ler As Crônicas de Nárnia foi super leve e bem calminho. Nada de dramas, decepções. Apenas 4 crianças se aventurando em Nárnia. Como as sete histórias são curtinhas (essa edição é o Volume Único), nada de stres.

CAFÉ
(Aquele livro que não te deixou dormir)

Os Homens Que Não Amavam As Mulheres [Stieg Larsson]

O primeiro livro da Trilogia Millenium não me deixou dormir por dois motivos. O primeiro, é que simplesmente não deu pra parar de ler antes de dormir; foi terminar ou terminar. O segundo, é que enredo que o próprio título já revela um pouco me deixou pensativa e alerta.

CACHAÇA
(Aquele livro que te deixou na ressaca)

A Resposta [Kathryn Stockett]

Esse livro me deixou com ressaca da sociedade. Dos sistemas que foram impostos há séculos por uma minoria se dar bem. E de como isso ainda reflete mesmo muito tempo depois. Ressaca do racismo. Ressaca de como tratamos o próximo. Alguns personagens são de dar ânsia de vômito.

ÁGUA
(Aquele livro que foi neutro, sem muita emoção)

Pinóquio [Carlo Collodi]

Sempre quis saber a história original do Pinóquio. Confesso que ela me decepcionou bastante. Achei que seria de alguma maneira mais emocionante, mais tocante. No fim, foi bom ler, só pra saber. O personagem do Pinóquio é bastante irritante, vou dizer.

COMIDA DA MAMÃE
(Aquele livro que não se compara a nenhum outro)

1984 [George Orwell]

Um dos clássicos da literatura distópica, 1984 é um dos meus favoritos. Sempre volto a lê-lo, nem que sejam trechos. A história de como um governo pode controlar desde o que falamos, pensamos e comemos (sim eles controlam o chocolate) eu não troco por nada.

ESPECIALIDADE DO CHEF
(Aquele livro bom, bonito e caro)

Anna Karienina [Liev Tolstoi]

Anna Karienina foi pra mim como comer num restaurante de chef. Aquele livro que eu aprendi a apreciar por todos os detalhes que nele foram colocados. A narrativa, o drama dos personagens. Tudo. E a edição da Cosac Naify é também primorosa e linda.

BEIRA DE ESTRADA
(Aquele livro que não te fez bem)

O Menino do Pijama Listrado [John Boyne]

Que tapa na cara esse livro me deu. Mais do que ficar de ressaca, como em A Resposta, John Boyne me deixou mal. Fiquei por uma hora olhando pro vazio quando terminei de ler. Apesar de ser ficção poderia muito bem ter acontecido, e foi exatamente isso que me pegou.

FAST-FOOD
(Aquele livro que todo mundo gosta, mas nem sempre é bom)

O Código da Vinci [Dan Brown]

Assim como quando era adolescente eu amava comer no McDonald's, eu também adorava ler Dan Brown. Hoje em dia, já não curto mais, porque não acho mais tão bom. Mas como toda viciada em gordura e açúcar eu volto ler Dan Brown e comer McDonald's. Só de vez em quando.

TORTA
(Aquele livro que possui uma capa bonita, mas nem sempre tem conteúdo)

Série Cinquenta Tons de Cinza [E. L. James]

Minhas desculpas pra quem leu e gostou, mas pra mim entra nessa categoria porque o pouco que li, achei mal escrito. E a temática tentando ser adulta mas não sendo ao mesmo tempo, me fez não querer ler o livro.

TRUFA
(Aquele livro pequeno que te surpreendeu)

A Desumanização [Valter Hugo Mãe]

Eu li esse livro porque me recomendaram muito. Mas mesmo assim, foi lindo. A prosa de Valter Hugo é linda, a homenagem Tudo é lindo. Se quiserem sabe mais, leiam a resenha que eu fiz.


MOUSSE
(Aquele livro extremamente doce)

Os delírios de consumo de Becky Bloom [Sophie Kinsella]

Sempre achei a capa super fofa. E a Isla Fisher na adaptação é maravilhosa. Eu coloco ele nessa categoria porque ele é fofo. Pra rir, suspirar um pouquinho. E não tem nenhuma moral enorme e tudo mais. E por isso ele é ótimo.

BIS
(Aquele livro com gosto de quero mais)

A Dance with Dragons [George R.R. Martin]

Terminar o quinto livro da saga me deixou na seca por querer ler a continuação no nível de quando esperamos ansiosamente pelo livro 7 de Harry Potter. Ainda por cima, o autor deixou um cliffhanger de matar para o livro seis e muito coisa pra ser resolvida.

FRUTA
(Aquele livro que faz bem, mas nem todo mundo quer)

O Segundo Sexo [Simone de Beauvoir]

Eu infelizmente ainda não li esse livro, mas eu sei que eu preciso ler assim como todo mundo deveria. O livro faz uma reflexão sobre mitos e fatos que condicionam a situação da mulher na sociedade. Leitura obrigatória.


Com exceção de 'O Segundo Sexo' eu li todos, em diferentes épocas da vida. Vou deixar a tag em aberto para quem quiser responder!

E o que acharam das respostas?
Quais seriam as suas escolhas?
Deixem seus comentários!




27 anos, arquiteta, restauradora e nas horas vagas fotógrafa e masterchef. Bookaholic morando nas terras do Tolkien, Lewis, Rowling, Dahl, Carrol.

6 comentários

Write comentários
Luana Melo
AUTHOR
21 de maio de 2016 18:36 delete

Oi Aline!
Amei às tuas respostas!
A maioria dos livros que você respondeu eu vi a versão cinematográfica. Amo "A Resposta" que em adaptação se chama "Palavras Cruzadas"!
Chorei com "O menino do pijama listrado" e sim, apesar de ser ficção não é nada do outro mundo para aquela época... muito triste.
Nárnia é ótimo mesmo, super tranquilo!
Tag ótima. Beijos!
Lua.

http://luahmelo.blogspot.com

Reply
avatar
22 de maio de 2016 10:51 delete

Oi, Aline!
Amei suas respostas.
Um livro que me deu ressaca foi Proibido.
As capas dos 50 Tons são bonitas mesmo. Acho que é pra compensar a história.
Beijos
Balaio de Babados

Reply
avatar
22 de maio de 2016 11:19 delete

Ameeeei essa tag!

Concordo em praticamente tudo o que você disse.
Sobre Nárnia: eu gostei, mas não foi o tipo de livro
que me tirou o fôlego nem nada parecida. Os elementos
de fantasia foram o que mais me agradaram, mas não
foi um livro que eu li de uma tacada só. Tive que ir
intercalando com outras leituras pra não acabar enjoando.

Sobre a Trilogia Millennium: simplesmente sou apaixonada!!
Pelos personagens, pelo desenrolar da trama. Fala sério,
o que é a Lisbeth Salander??? Que mulher é essa, gente?
Sério, acho que ela é a minha personagem feminina preferida
da vida!

Sobre 1984: pela resenha que eu fiz lá no blog já dá pra ver
que sou mega fã e também releio sempre, uma vez por ano desde
que comprei. Muitas distopias atuais ficam no chinelo depois
de conhecer esse livro.

Sobre O Menino do Pijama Listrado: o meu impacto com ele não
foi tão grande porque eu já havia assistido ao filme e achei
bem fiel. Mas, como eu tenho um fraco por livros que abordem
a Segunda Guerra, esse me agradou muito. Mesmo sendo ficção,
saber que coisas assim aconteciam de fato é muito estarrecedor
e perturbador mesmo.

Sobre Os Delírios de Consumo de B. Bloom: eu li e não gostei
taaanto assim. Quer dizer, gostei, mas não o suficiente pra quer
ler a série toda. Achei divertidinho e até dei umas risadas, mas
gostaria de ler outras coisas dela além dessa série.

Os outros livros mencionados eu não li ainda mas estão na minha
lista de desejados (tirando 50 tons! hahaha). Acho que alguém aqui
tem gostos parecidos, hein. Rsrs

Beijão, flor!
Sala de Leitura

Reply
avatar
22 de maio de 2016 11:28 delete

Oi Luana!!

Obrigada pela visita!
Essa mudança de nome de 'A Resposta'/'Palavras Cruzadas' é bizarra. E em inglês é 'The Help'! hahahaha Vai entender!

Beijos

Reply
avatar
22 de maio de 2016 11:30 delete

Oi Luiza!!

Obrigada pela visita! :)
Proibido eu não conheço. Vou averiguar!

Obrigada!

Reply
avatar
22 de maio de 2016 11:34 delete

Oi Luciana. Obrigada pela visita!

Pois é, Nárnia é bem sussa mesmo. Estou lendo Desventuras em série agora e como você estou intercalando com outras coisas!

Outra distopia que eu amo, e que faz juz a qualidade de 1984 é Admirável Mundo Novo, que por sinal eu li antes.

Eu acabei escolhendo os Delírios de Consumo de B.Bloom porque incrivelmente quando fui ver minha estante não tenho quase nenhum livro que considero doce. Hahaha... Em compensação tenho todos os romances fantásticos da vida!

Beijos!!!

Reply
avatar