Resenha: Talvez um dia, Colleen Hoover

18:00:00 6 Comments A+ a-

Título: Talvez um dia
Autores: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Páginas: 368
ISBN: 9788501050311
Lançamento: 2016
Gênero: Romance, Literatura Estrangeira, New Adult
Skoob: Adicione
Onde comprar: Saraiva - Submarino - Amazon
Avaliação: ★★★★
Sinopse: Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento. Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.


"Como é que duas pessoas ótimas e cheias de boas intenções podem acabar tendo sentimentos despertador por tanta bondade, mas que na verdade são tão ruins?"

Maybe Someday, mais um grande sucesso da autora Colleen Hoover lançando inicialmente nos EUA em 2014, foi finalmente publicado aqui no Brasil pela editora Galera Record esse ano, com o título Talvez um dia. O livro é mais um dos new adults da escritora, que nos surpreende com uma boa trama e personagens bem desenvolvidos. 

A história nos apresenta a Sydney e Rigde, que começam uma relação de amizade um tanto quanto peculiar. Todo dia, pontualmente, Sydney sai para a sacada de seu apartamento para ouvir seu vizinho Ridge tocar. E da mesma forma, Ridge toca sempre no mesmo horário para observar as reações que suas músicas causam em Sydney. E nessa rotina musical, Sydney começa a compor letras para as melodias de sua vizinho, que nesse exato momento está passando por um bloqueio musical. E é dessa maneira que a relação de ambos vai se desenvolver, pois é muito óbvia a conexão musical que existe entre eles.

Sydney acaba de ter o pior aniversário da sua vida, quando descobre que seu namorado está a traindo com sua melhor amiga, que por sinal é sua colega de apartamento. Entre a decepção e alguns socos, ela sai de casa sem ter para onde ir e é nesse pior momento que Ridge a ajuda. 

Ela passa a morar no apartamento de Ridge e o ajuda a compor as músicas para a banda que ele faz parte, a Sounds of Cedar. E é a partir daí que eles iniciam um relacionamento musical que acaba abrindo as portas para alguns sentimentos conflitantes e perigosos. É uma relação natural e até inocente no inicio, porém eles estão começando a se apaixonar. Sydney acabou de sair de um relacionamento que a machucou profundamente e Ridge está há anos namorando o grande amor da sua vida.


"Entretanto, aprendi que não podemos dizer ao coração, quem ou como amar. O coração só faz o que quer. A única coisa que podemos controlar é se escolhemos nos dar a chance de deixar nossa vida e mente alcançarem nosso coração."


Como um sentimento tão errado, pode parecer tão certo?

Para mim, essa é uma das melhores histórias da CoHo e é um dos meus livros preferidos da autora. É um romance que nos leva a ter milhares de reações diferentes, nos fazendo questionar o que é certo e errado, na nossa maneira de ver as coisas que acontecem acidentalmente em nossas vidas e em como as decisões que tomamos afetam direta ou indiretamente as pessoas ao nosso redor. 

Não é fácil vencer uma guerra travada contra o seu coração.

A deficiência física de Ridge que só o inspira mais a construir uma vida melhor e diferente, o amadurecimento e a superacão de Syndey, a personalidade e o papel fundamental de Maggie, as amizades que são construídas e principalmente as músicas escritas por Sydney e Ridge, são os pontos que a CoHo acertou em cheio nesse livro. 

A trilha sonora do livro é sensacional, e as músicas ao longo da história são ótimas! Cada uma marca exatamente os momentos mais intensos entre Sydney e Ridge. A autora arrasou na parceria com o cantor Griffin Peterson (ouça aqui). E adoro livros com músicas, e isso só me fez amar ainda mais essa história.

Eu recomendo todos os livros da Colleen Hoover, mas com certeza esse está no topo das recomendações. É uma história que talvez não cative todo mundo, mas que com certeza mexerá com seus sentimentos! 


"(…) Ninguém escolhe por quem se apaixona. As pessoas só decidem por quem podem continuar apaixonadas."


26 anos, arquiteta, ama fotografar e sou bookaholic assumida. Um dos meus hobbies preferidos, além de tudo o que eu já faço, é sentar em um lugar tranquilo e ler um livro.

6 comentários

Write comentários
18 de julho de 2016 08:08 delete

Oi, Raissa!
Eu adoro alguns livros da CoHo, mas por um pequeno detalhe que acontece nesse livro (que me falara), eu não lerei ele. É algo que vai contra algumas coisas que acredito.
Beijos
Balaio de Babados

Reply
avatar
18 de julho de 2016 09:33 delete

Eu AMEI esse livro!
Fiz até resenha dele, li tão rápido que me arrependi qd terminou
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Adorei a resenha, parabéns!

Bjooos
muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

Reply
avatar
18 de julho de 2016 16:06 delete

A cada resenha mais vontade de ler <3 Bjos!

Blog Literário 2

Reply
avatar
Raissa Novaes
AUTHOR
19 de julho de 2016 08:10 delete

Olá 🤗
Leia sim!! É um ótimo livro da CoHo 😍
Me conta depois o que eu achou! Obrigada pela visita 😉
Beijos!

Reply
avatar
Raissa Novaes
AUTHOR
19 de julho de 2016 08:11 delete

Olá Fernanda!
Obrigada! É uma leitura tão boa né? E acaba tão rápido hahaha Eu li duas vezes!
Obrigada pela visita 😉
Beijos! 😘

Reply
avatar
Raissa Novaes
AUTHOR
19 de julho de 2016 08:13 delete

Olá Lu!
A CoHo é ótima, gosto de vários livros dela. Que pena, mas esse é realmente um livro que coloca em xeque algumas coisas que acreditamos mesmo.
Obrigada pela visita!
Beijos 😘

Reply
avatar