Resenha: Drácula, Bram Stoker

21:00:00 0 Comments A+ a-

Título: Drácula
Autores: Bram Stoker
Editora: Nova Fronteira
Páginas: 448
ISBN: 9788520923559
Lançamento: 2014
Gênero: Terror - Suspense - Mistério - Literatura Estrangeira
Onde comprar: Amazon - Saraiva - Submarino
Links: Skoob
Avaliação: ★★★★★
Sinopse: “Nunca um papel influenciou e dominou tanto a performance do ator como o de Drácula. Ele, em algumas vezes, infundia-me com prosperidade e, em outras, sugava-me tudo.”Bela Lugosi, ator que consagrou o papel de Drácula no cinema Bram Stoker foi magistral ao criar uma narrativa que, por meio de cartas, diários e telegramas, conta como um grupo se vê enredado na trama de um sinistro conde. Eles decidem então perseguir e destruir essa terrível criatura que encarcera e seduz suas vítimas, para depois lhes sugar o sangue. Drácula: arquétipo do mal, não há quem não conheça esse nome. Escrita há mais de cem anos, a história do vampiro mais célebre e mais aterrorizante do mundo ainda hoje ganha novas adaptações para cinema, quadrinhos, teatro e dança. Aqui em versão integral, o romance original do escritor irlandês inspira-se tanto na história de Vlad Tepes, sanguinário príncipe da Romênia que viveu no século XV, quanto em lendas sobre esse personagem e sobre vampiros.

Para quem é fã das histórias dos vampiros, com certeza sabe quem é o Drácula. Eu sempre soube, porém nunca tinha parado para ler a história do vampiro mais famoso de todos. Confesso que a forma de escrita me surpreendeu e em alguns momentos me deixou meio irritada.

A história é contada através de anotações em diários e cartas. Isso torna interessante, porém em determinados momentos um pouco confuso, pois existem muitos personagens. Me deixou um pouco irritada, pois em nenhum momento você tem a visão do Drácula, mas de todos os outros personagens sim. Tudo começa com a ida de Jonathan Harker até o Castelo do Conde Drácula. A visita tem o intuito de levar documentos e informações ao Conde referente a compra de uma propriedade em Londres. Jonathan é bem recebido pelo Conde, porém começa a notar o isolamento do castelo e a falta de criadagem. Jonathan nota também a ausência do Conde durante o dia e suas aparições após o por do sol.
" 24 de junho, antes do amanhecer - Na noite passada, o conde deixou-me cedo, e se trancou em seus aposentos. Logo em seguida, arrisquei a subir a escada sinuosa e olhei pela janela, que dava para o sul. Eu pretendia ficar vigiando para ver o conde, pois alguma coisa esta acontecendo" - Jonathan
Jonathan começa notar que a grande maioria das portas estão trancadas, o conde não tem nenhum tipo de companhia, as únicas pessoas que estão por perto são os ciganos que estão executando algum tipo de trabalho misterioso. Após muitos dias de isolamento no castelo, muitas atitudes estranhas vindas do conde, Jonathan resolve se embrenhar no castelo atrás de respostas. E o que ele encontra é bem pior do me poderia imaginar. Jonathan se deu conta que não era nada além de um prisioneiro, e desesperado, fará qualquer coisa para fugir dali.
" - Agora, meus amigos, partimos para cumprir nossa terrível missão. Estamos todos armados, como estávamos na primeira noite que visitamos o esconderijo de nosso inimigo? Armados contra o ataque sobrenatural, tanto quanto contra o ataque físico?" Van Helsing
Faremos uma viagem no decorrer deste livro, cruzaremos oceanos e florestas. Cada detalhe e cada minuto é importante. Uma verdadeira corrida contra o tempo.