Resenha: Sandman - Os Caçadores de Sonhos, Neil Gaiman

12:00:00 0 Comments A+ a-

Título: Sandman - Os Caçadores de Sonhos
Volume: Único
Autores: Neil Gaiman
Editora: Panini
Páginas: 128
ISBN: 8583680051
Lançamento: 2014
Gênero: Fantasia
Onde comprar: Saraiva - Cultura - Amazon
Links: Skoob
Avaliação: ★★★★★
Sinopse: Quando Neil Gaiman resolveu adaptar uma antiga lenda japonesa perdida, Yoshitaka Amano – o célebre artista oriental – era a única opção do escritor para a arte. Fugindo da adaptação convencional dos quadrinhos e escrevendo sua história em prosa a pedido do artista, Gaiman resgatou a lenda e Yoshitaka Amano a ilustrou e acrescentou seu toque pessoal, enriquecendo de forma ímpar o universo dos Perpétuos. Nasceu aí umas das mais lindas colaborações do universo de Sandman. Na história, uma raposa se apaixona por um humilde monge e é a única criatura que pode ajudá-lo quando descobre que um bando de demônios pretende tomar a vida de seu amado. Com a ajuda de Morfeus, a raposa terá de usar de toda a sua astúcia e criatividade para manter o mal longe do homem que ama. Neil Gaiman – criador do universo de Sandman – e o artista japonês Yoshitaka Amano – conhecido por seus belíssimos trabalhos em animes como Vampire Hunter D e em ilustrações para as mais variadas mídias – uniram os talentos do Ocidente e Oriente e trabalharam juntos nesta incrível versão de uma mágica história de amor oriental que rompeu os limites dos quadrinhos. 

O mestre das HQ's Gaiman reconta uma antiga lenda japonesa, ampliando cada vez mais o mundo dos perpétuos.

Tudo começa quando uma raposa e um texugo apostam quem vai expulsar um monge de um antigo templo japonês. E o mundo dos sonhos e o mundo real se fundem para mais uma vez mostrar que algumas histórias simplesmente podem ser misturadas ao ponto de não sabermos mais o que é real e o que não é.

O problema é que dessa aposta surge uma paixão avassaladora, e um dos pequenos seres terá que se por a prova contra demônios, e ir buscar ajuda com o próprio senhor dos sonhos, dando o que lhe é mais sagrado em nome desse amor... em uma última tentativa de salvar o amor de sua vida.

Gaiman consegue de maneira fantástica fundir os dois universos e nos fazer pensar se conseguiríamos ser iguais aos animais da lenda... doar-se incondicionalmente em nome de um grande amor!