Resenha: As mil noites, E. K. Johnston

21:00:00 8 Comments A+ a-

Título: As mil noites
Autora: E. K. Johnston
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
ISBN: 8580579813
Lançamento: 2016
Skoob: Adicione
Onde comprar: Saraiva - Submarino - Amazon (Kindle)
Avaliação: ★★★★☆
Sinopse: Clássico da literatura universal, as histórias de As mil e uma noites estão no imaginário de todos — do Oriente ao Ocidente. É impossível que alguém nunca tenha ouvido falar sobre Ali Babá e seus quarenta ladrões, ou sobre Aladim e o gênio da lâmpada. Ou sobre Sherazade, a mulher sagaz e inteligente que se casou com um homem cruel, e, por mil e uma noites, driblou a morte narrando contos de amor e ódio, medo e paixão, capazes de dobrar até mesmo um rei. Em As mil noites, a história se repete, mas com algumas diferenças… Quando Lo-Melkhiin chega àquela aldeia — após ter matado trezentas noivas —, a garota sabe que o rei desejará desposar a menina mais bela: sua irmã. Desesperada para salvar a irmã da morte certa, ela faz de tudo para ser levada para o palácio em seu lugar. A corte de Lo-Melkhiin é um local perigoso e cheio de beleza: intricadas estátuas com olhos assombrados habitam os jardins e fios da mais fina seda são usados para tecer vestidos elegantes. Mas a morte está à espreita, e ela olha para tudo como se fosse a última vez. Porém, uma estranha magia parece fluir entre a garota e o rei, e noite após noite Lo-Melkhiin vai até seu quarto para ouvir suas histórias; e dia após dia, ela continua viva. Encontrando poder nas histórias que conta todas as noites, suas palavras parecem ganhar vida própria. Coisas pequenas, a princípio: um vestido de seu lar, uma visão de sua irmã. Logo, ela sonha com uma magia muito mais terrível, poderosa o suficiente para salvar um rei.

“Lo-Melkhiin matou trezentas garotas antes de chegar à minha aldeia em busca de uma esposa. Aquela que ele escolhesse seria uma heroína. Ela permitiria que todas as outras vivessem.” 

As mil noites foi escrito por E. K. Johnston, publicado no Brasil em 2016 pela editora Intrínseca. É uma releitura do clássico As mil e uma noites, porém com uma história com referenciais bem diferentes e com elementos fantásticos, e até misteriosos.

Lo-Melkhiin teve a sua essência roubada por um demônio quando foi caçar no deserto, e desde então se tornou um homem cruel e temido. Após esse episódio surgiu uma tradição, de tempos em tempos, ele escolhe um noiva, se casa e a mata na lua-de-mel. A chegada do rei é sempre seguida por desespero das família das jovens que temem por serem escolhidas e nunca mais voltarem ao seu lar.

"Quando os anciões da aldeia viram o brilho das armaduras de bronze em meio à nuvem de areia e ouviram o galopar acelerado dos cavalos sob o sol, quando o vento balançou a trança de minha irmã e soltou alguns fios, como se também temesse perdê-la, eu já tinha um plano."
E é assim que a história começa e conhecemos nossa protagonista. Com a certeza de que sua amada irmã seria escolhida por Lo-Melkhiin, ela arma um plano e acaba sendo levada no lugar. Quando chega ao palácio onde será a nova rainha, ela fica maravilhada com o rein e todas as sua riquezas, porém percebe a tristeza e submissão dos súditos do rei.

Certa de seu destino na primeira noite ao lado de Lo-Melkhiin, nossa protagonista se surpreende com sua astúcia em contar histórias de sua irmã e sua vida ao rei, o que permite que sua vida seja poupada dia após dias. E e nesse meio tempo que ela conhece mais o reino, súditos e uma ligação mística de poder que tem com seu rei. Isso deixa o demônio que possui Lo-Melkhiin muito intrigado.

Por quantas noites a mais nossa protagonista conseguirá viver? Lo-Melkiin ficará livre desse ser maligno que o possui? 

Esse livro foi uma leitura um tanto quanto diferente para mim. Não me lembro de ter lido nada sobre a cultura árabe, e que fosse tão rico em detalhes, ótimas descrições de cenários, costumes, comidas, roupas, religião e mitologia. Uma coisa interessante na história é que não sabemos o nome de nenhum personagem, a não ser Lo-Melkhiin. A narrativa é em primeira pessoa, intercalada entre a rainha [nossa jovem protagonista] e o rei, com alguns trechos da criatura maligna. E é nesses momentos que passamos a entender mais esse demônio, a essência do verdadeiro Lo-Melkhiin e se há alguma forma de redenção. Na visão da jovem rainha é possível perceber sua força, perseverança e crenças.

As mil noites é uma história única, que merece ser lida. Quem gosta desse lado mais místico, com bastante reflexão da vida, valores e existência no mundo, a leitura é mais do que recomendada. 

"Existe a vida e existe viver... e foi isso o que ela aprendeu".

Já leram esse livro?
O que acharam?☺


25 anos, arquiteta, fotógrafa e bookaholic assumida. Um dos meus hobbies preferidos, além de tudo o que eu já faço, é sentar em um lugar tranquilo e ler um livro.

8 comentários

Write comentários
27 de dezembro de 2016 23:32 delete

Raíssa, não me interesso muito por esse tipo de leitura mas esse parece bem interessante! Me instigou!
bjs

Amor por Livros

Reply
avatar
27 de dezembro de 2016 23:41 delete

Oi Raíssa, tudo bem?

Eu conheço muito pouco sobre a cultura árabe, uma pena, algo que preciso urgentemente mudar, mas adoro o clássico As mil e uma noites e por isso o livro me chama bastante atenção! Parece ser uma excelente obra!

Adorei a resenha!

Bjs, Mi

O que tem na nossa estante

Reply
avatar
28 de dezembro de 2016 10:48 delete

Oi, Raissa!
Eu tentei ler o clássico mesmo alguns anos atrás e larguei. Mas fiquei interessada nessa releitura. É bom para também conhecermos outras culturas.
Beijos
Balaio de Babados
Participe do Natal Literário
Participe da promoção de três anos de Um Oceano de Histórias
Participe do Sorteio de Final de Ano

Reply
avatar
28 de dezembro de 2016 19:37 delete

Oi Raíssa, eu estou ouvindo falar tanto desse livros nos últimos dias que estou quase me convencendo a lê-lo. Conheço a história por cima sabe, nunca peguei pra ler.
Beijos
Quanto Mais Livros Melhor

Reply
avatar
Raissa Novaes
AUTHOR
2 de janeiro de 2017 23:27 delete

Oi Re!
Pois é, quando recebi o livro eu me apaixonei pela capa mas fiquei receosa para ler.
No final, adorei :D
Beijos!

Reply
avatar
Raissa Novaes
AUTHOR
2 de janeiro de 2017 23:29 delete

Oi Mi!
Tudo bem e você?
Pois é, eu também conheço bem pouco e com a leitura desse livro deu muita vontade de estudar mais *-*
Adorei e recomendo!
Muito obrigada :D
Beijos!

Reply
avatar
Raissa Novaes
AUTHOR
2 de janeiro de 2017 23:30 delete

Oi Lu!
Sim, eu não consegui ler o clássico também hahaha
Mas essa leitura é mais leve, e por ser releitura acho que prende mais o leitor.
Beijos!

Reply
avatar
Raissa Novaes
AUTHOR
2 de janeiro de 2017 23:31 delete

Oi Pri!
Leia, acho que você vai gostar :D
Beijos!

Reply
avatar