Resenha: Pride and Prejudice, Jane Austen

julho 18, 2017 3 Comments A+ a-

Resultado de imagem para pride and prejudice gifs

Olá leitores.

Essa semana estou com uma missão que considero das mais difíceis. Venho aqui escrever a resenha do livro de cabeceira da Raíssa: Orgulho e Preconceito da Jane Austen.

O que me levou a finalmente ler o livro pela primeira esse ano foi uma combinação da insistência da Raíssa, da minha vontade contínua de ler os clássicos da literatura e o fato que esse ano estou lendo apenas livros escritos por mulheres (escrevi sobre o desafio nesse post aqui). Orgulho e Preconceito foi o primeiro livro que eu comprei esse ano e finalmente criei coragem pra compartilhar com vocês o que achei dele.

Bom. É conhecimento de todos que Orgulho e Preconceito é um clássico. Ele já foi adaptado de todas as maneiras possíveis: filme (até mesmo na Índia), série, e até livro de zumbis ele já virou (resenha de Orgulho e Preconceito e Zumbis aqui), além de ter sido referência para outras obras como O Diário de Bridget Jones.

Muitos o colocam entre os favoritos, que não é meu caso, porque não é meu gênero favorito. De qualquer maneira é um livro que todos devemos de fato ler, e aqui estão os motivos que me levam a dizer isto.


“There are few people whom I really love, and still fewer of whom I think well.
The more I see of the world, the more am I dissatisfied with it; and every
day confirms my belief of the inconsistency of all human characters,
and of the little dependence that can be placed on the appearance of merit or sense.”
[Jane Austen - Pride and Prejudice]

Jane Austen é uma autora mulher, numa Inglaterra do século XVIII quando mulheres dependiam dos maridos ou parentes homens para se sustentar. Numa Inglaterra que a única maneira de ascender socialmente era por meio do casamento, e que para conseguir um bom partido a mulher precisava prendada, sabendo tocar piano, escrever, ler, bordar. Austen não foi muito conhecida em seu tempo, mas hoje é amplamente estudada no ambiente acadêmico, lida pelo público em geral e sua obra discutida sob a ótica do feminismo.

Em Orgulho e Preconceito, Elizabeth Bennet vive com a família, os pais e as quatro irmãs, na propriedade em Longbourn. Por não ter filhos homens, a casa passará a ser de um primo distante pois mulheres não herdam propriedade. Sr. Bennet se preocupa com o futuro das suas filhas e a única maneira de garanti-lo é por meio do casamento.

Austen cria uma história com personagens femininas muito distintas, num universo tão conhecido por ela: a sociedade inglesa da qual fazia parte. Orgulho e Preconceito é uma história de amor entre Elizabeth Bennet e Mr. Darcy, quebrando a barreira do socialmente correto. No entanto para mim o livro é mais que isso.

A autora cria bons personagens femininos, e cada irmã Bennet parece, a sua maneira, não se adaptar ao que a sociedade requer das mulheres aristocráticas do início do século XIX. Jane, a mais velha, é uma mulher bonita e apaixonada; Mary é franca e tem um intenso interesse na leitura e na instrução, Lydia é frívola e teimosa e Kitty teimosa e tola. Cada irmã representa uma face

Por fim temos Lizzy Bennet, uma mulher sagaz nos seus diálogos, que foge das convenções sociais ao preferir ficar sozinha a casada com um homem por qual não tem interesse. Os diálogos que a personagem tem são muito bem escritos e fica aqui mais um motivo por ter gostado de Orgulho e Preconceito: Austen escreve muito bem.

Livro super recomendado! 😍

Espero que vocês tenham gostado da resenha. Austen é a autora preferida de alguém? Orgulho e Preconceito é um livro que você ainda quer ler? Deixe nos comentários. 👇

(Edição lida)
Título: Pride and Prejudice
Autora: Jane Austen
Editora: Penguin Books
Lançamento: 2009
Páginas: 480
ISBN: 978-01-410-4034-9

*em homenagem ao bicentenário da autora Jane Austen

27 anos, arquiteta, restauradora e nas horas vagas fotógrafa e masterchef. Bookaholic morando nas terras do Tolkien, Lewis, Rowling, Dahl, Carrol.

3 comentários

Write comentários
19 de julho de 2017 10:54 delete

Amei a sua resenha! Eu nunca li esse livro, mas eu assisti ao filme e sou apaixonada por essa história. Realmente, é um clássico que todos deveriam conhecer! <3
Mil Beijos!
http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/2017/07/33-o-novo-cd-da-wanessa-camargo.html

Reply
avatar
19 de julho de 2017 10:59 delete

Oi, Aline!
Menina, tem uns quatro anos que já tenho uma edição desse livro, mas ainda não li, acredita? Pois é.. clássicos não são muito minha praia mas eu sempre tento dar uma chance.
Beijos
Balaio de Babados
Participe do Sorteio de Férias: cinco livros, um ganhador!

Reply
avatar
19 de julho de 2017 12:35 delete

Aline, quero ler esse livro sim. Está na minha fila. O único que li dela foi Razão e Sensibilidade mas não gostei tanto assim. Achei normal...
bjs

Amor por Livros

Reply
avatar